2005-06-23

Batman Begins



Sempre foi o meu herói favorito. Aquele simples homem sem superpoderes, mas com uma energia e tecnologia ímpares. Com tudo negro na sua vida, uma aura de mistério e aventura, percorrendo a sinistra Gotham City. A série de TV dos anos 60 - hoje, como adulto, acho uma paródia - foi a iniciação, seguindo-se os brinquedos batmobile, batcopter e o batboat e, obviamente o action-figure Batman himself. Alguns livros de BD, as séries de animação, os fabulosos-negros filmes de Tim Burton, a estranheza dos de Joel Schumacher onde só os vilões eram "fixes". Agora temos, também aqui, uma prequela (co'a breca, é mania já), que nos revela a origem do Dark Avenger. Mas confesso que tenho medo deste filme, soa-me a simples blockbuster, recheado de leit-motivs e lugares-comuns da moda (misticismo e orientalismo, entre o Caine de "Kung Fu" e "Sete anos no Tibete"), um carro que se parece com um tanque (para onde foi a elegância?), um Bruce Wayne (Christian Bale, que só gostei em "Velvet Goldmine") ainda mais apático. Mas foi realizado por Christopher Nolan, autor do magnífico "Memento" e de "Insomnia", o que deixa alguma curiosidade. Mas de qualquer maneira não irei perder o filme, pois o espírito-Batman em mim permanece.

6 comments:

  1. Excerto da crítica de Mário Jorge Torres, Y

    "(...) No entanto, a mais-valia do filme repousa no "casting" mais que perfeito de Christian Bale, nervoso, frágil e obcecado, humano e sobrehumano, dando ao seu Batman um carácter freudiano, que convém à revisão proposta, numa dualidade complexa que dá, em simultâneo as duas faces da sua "esquizofrénica" personagem.
    Por outro lado, sem fazer esquecer a atmosfera cénica e dramática de Burton, a intervenção de Nolan atinge uma operática grandeza, que explora todos os recantos do cenário e faz do elenco um conjunto de enorme coerência, a começar pelo mordomo de Michael Caine, de uma minúcia quase maníaca, a rimar com o "novo" herói com quem faz dupla: nunca antes, a personagem tivera idêntico rigor nos gestos, no sotaque, na definição por pequenos detalhes de uma inexplicável fidelidade atávica.
    O argumento rejeita grandes desvios e concentra-se em linhas de força claramente definidas: o medo, a perda, o sentido do dever, a dificuldade e a urgência da acção. A relação com o (bem) tipificado polícia honesto (Gary Oldman em registo de cuidado "underacting") resulta em pleno, sem demagogias, nem facilidades, integrando-se, ora num tom próximo do sadomasoquismo, ora num registo de verosímil camaradagem virtual: as personagens jogam bem uma com a outra e estabelecem nexos profundos.
    Isto traz-nos a uma última questão essencial: "Batman, o Início" é um filme de acção, em que a acção (os efeitos especiais, as explosões, a ganga adolescente) aparece submetida a uma disciplina do contexto dramático, nunca sacrificando o essencial ao acessório. Nolan não precisa de provar a sua destreza técnica e aceita domar a sua desvairada imaginação visual a uma gigantesca fábula gótica, negra como as asas dos morcegos que estão na origem dos terrores do protagonista."

    ReplyDelete
  2. Fui ver ontem. Gostei. Tem o ambiente negro e sombrio que reconhcemos de Batman. Boa montagem, bons efeitos visuais e especiais, diálogos aceitáveis (depois de StarWars, qualquer um é bom...).

    Quanto à história: os acontecimentos iniciais - perfeitamente conhecidos - foram bem explanados; a "aprendizagem" (parecia o "Highlander" e "StarWars I", pelo bom e pelo mau) faz sentido; a evolução psicológica e existêncial interessantes; "bons" vilões e malfeitorias. Como esperava não gostei do Bruce Wayne rico (o sorriso de Bale não é atraente), mas gostei do carácter e força psicológicas do Batman negro justiceiro cavaleiro das trevas.

    Creio que após os devaneios "camp" (que por si só não são graves, pensemos como um efeito estilístico-visual alternativos), este "Batman Begins" trouxe-nos a reconciliação, traz-nos de volta o melhor da essência do homem-morcego. Espero que próximos filmes não tragam o chato e irritante Robin e Batgirl. Batman é o herói solitário da noite contra o mal e a injustiça.

    ReplyDelete
  3. Good design!
    [url=http://dwbiwbyf.com/ysty/inuz.html]My homepage[/url] | [url=http://amnrpyho.com/vvvn/uavp.html]Cool site[/url]

    ReplyDelete
  4. Good design!
    [url=http://dwbiwbyf.com/ysty/inuz.html]My homepage[/url] | [url=http://amnrpyho.com/vvvn/uavp.html]Cool site[/url]

    ReplyDelete
  5. Great work!
    http://dwbiwbyf.com/ysty/inuz.html | http://jamoevwd.com/ngug/pxng.html

    ReplyDelete