2005-12-01

Provocação

Terá sido mesmo a melhor solução Portugal ter reconquistado a sua independência em 1640?

1. Desenvolvimento
Foi uma revolução perdida para um melhor desenvolvimento nacional? Uma última oportunidade estatégica conjunta que nuestros hermanos nos ofereceram e que por cá se optou por desbaratar?

2. Personalidade nacional
Ou apesar da união, o povo destas paragens ocidentais da Ibéria continuaria a ter (apesar da sua cultura, como os catalães) os mesmos tiques de novo-rico, os costumes de incivismo, os mesmos baixos padrões de pessimismo e incompetitividade?

3. Territorialidade
Seria Portugal uma grande região autonómica à semelhança das suas fronteiras actuais? Ou, por exemplo, o norte faria parte da Galiza sendo Porto e Braga tão importantes com Compostela e Vigo; o centro com capital florescente em Lisboa, mas igualmente com cidades desenvolvidas como Santarém e Viseu; o Alentejo e o Algarve como as restantes regiões? E claro, Açores e Madeira não deixariam de ser como hoje o são, ou teriam de alguma forma tentado a sua própria independência?

4. Inevitabilidade
Ou mais tarde ou mais cedo, as terras lusas seriam donas do seu nariz à mesma?

2 comments:

  1. Alexandre BarrocaDecember 02, 2005

    É sempre difícil ser o primeiro a responder a provocações. Neste caso, porém, as zero respostas obtidas até ao momento devem-se, julgo eu, ao estado de choque em que todos ficámos.
    Na Península Ibérica, Portugal foi a única Nação a sobreviver ao jugo de Castela. Isso faz de nós um dos mais antigos países em que as fronteiras da Nação coincidem com as do Estado.
    Os últimos oitocentos anos (mais do que os últimos cinquenta) demonstraram claramente que Portugal não é em nada inferior a Espanha.
    Falta dar o próximo passo.
    Portugal não se deve afirmar contra Espanha. Não basta ser melhor do que Espanha. Há que explorar todas as nossas potencialidades. Não sermos piores do que nós mesmos.
    Obrigado Zarp pela provocação. As provocações despertam as mentes. Levam à inquietação. Ao desassossego. Sem eles não há evolução.
    Saudação lusitanas.

    ReplyDelete
  2. Sinceramente, já começo a ficar farta da conversa "era tão bom sermos espanhóis"...
    Perguntem aos galegos, aos catalães e aos bascos se pensam o mesmo...
    Vamos deixar as lamúrias, por favor!!

    ReplyDelete